Eu quero é que transborde!

Não me entenda mal, por favor. Eu gosto de mim. Aliás, eu me amo. Me amo pra caramba! Conheço as minhas qualidades e sei do potencial que tenho. Eu sei viver sozinho e até gosto de ser assim na maior parte do tempo. Aprendi a gostar. Aprendi a ir ao cinema num domingo a tarde e não me importar de estar só. Aprendi a caminhar por aí, sem rumo, apenas eu e minha solitude. Eu aprendi a ser sozinho, foi uma longa jornada, mas aprendi. Só não quero mais.

Eu não quero mais dançar solto na pista da vida. Não quero mais aparecer nos passeios de casais e encarar numa boa, fingindo estar confortável. Não quero mais assistir filmes melosos e não ter com quem comentar. Eu sei, as vezes tudo parece parte de um grande clichê destinado a dar errado. Mas acredito que a única coisa pior do que alimentar certas ilusões, é privar-me totalmente delas. Entendi que não é esse o caminho.  Não faça eu me explicar. Não me faça tentar expor o que nem eu entendo direito, apenas aceite que não se trata de falta de amor próprio.

Aceite e não me interprete errado. Aprecio a companhia dos que voluntariamente cedem seu tempo. Sei que posso contar com muita gente e que geralmente não precisaria fazer quase nada sozinho se não quisesse. Amigos são fundamentais, e sou grato por todos os que tenho. Mas não se trata disso, entenda. É um vazio diferente. É só… um vazio diferente.

Não, eu não preciso de alguém para me completar e nem acredito em alma gêmea. Não espero encontrar o encaixe perfeito, um software igual ao do filme Her feito sob medida para suprir minhas carências. O príncipe dos contos de fadas só é perfeito porque não existe, dessa ilusão já me desfiz faz tempo.

Mas não vou negar que adoraria encontrar alguém que fosse a cereja do bolo. Alguém que entendesse o que digo antes mesmo de eu precisar falar. Alguém para dormir agarradinho e fazer amor a noite inteira. Ou para dormir agarradinho e só… dormir. Alguém com manias doidas e gostos peculiares. Alguém que me fascinasse por te coragem de ser quem é. Alguém. Esse alguém.

Esse alguém ainda sem nome e sem rosto. Esse alguém que já faz parte de planos que sequer sabe. Esse alguém que tanto quero. Alguém que não consigo disfarçar que espero. Alguém que saia do campo das ideias e me ajude a ver que na prática as coisas são ligeiramente diferentes. Mas incríveis mesmo assim.

Alguém que me transborde. Eu quero é que transborde! Até porque, cá entre nós, cheio já estou faz tempo.

2 comentários

  1. meu deus que texto maravilhoso, não tenho palavras pra expressar o quanto ele é incrível e mais, o quanto você e sua habilidade com palavras são maravilhosos, obrigado por compartilhar isso conosco, por favor prometa nunca parar de escrever ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s